Como se alimentar bem e parar de comer em excesso

Olá Você!
Quando você pensa em parar de comer demais, parece um objetivo impossível, não é mesmo? Você não está sozinho , muitas pessoas que sofrem com este problema sentem-se aprisionadas e desamparadas. Pode parecer que você é incapaz de se libertar das emoções e hábitos esmagadores. Mas há boas notícias para você, sabia?  É uma situação tratável.

Ser honesto consigo mesmo é um primeiro passo importante. Os “comedores emocionais” tendem a julgar-se muito duramente, mas não, você não é um caso isolado ou algum tipo de aberração. É um sinal de força para procurar ajuda!

Isso significa que você identificou o problema.

Se você está lutando com esse problema, há algumas coisas que você pode fazer para manter as coisas sob controle enquanto procura ajuda profissional. Aqui estão algumas dicas.

Vamos lá?

Sua lista de compras

Quando um momento emocional chega e você vai para a geladeira ou despensa, para que tipo de comida você costuma ir? Muitas vezes, os “comedores emocionais” preferem alimentos calóricos (de alto teor calórico), como sorvetes, salgadinhos ou doces. Mas você não pode comer essas coisas se elas não estiverem na sua casa! Isto é lógico.

Aqui estão alguns exemplos de alimentos para colocar na sua lista de compras no lugar daqueles que você pode ser tentado a comprar. (Outra dica – compre apenas os alimentos da sua lista. A compra compulsiva de comida é tentadora!!!)

* Arroz integral (em vez de arroz branco)
* Painço (em vez de ou além do arroz)
* Frutas e vegetais frescos (em vez de enlatados)
* Iogurte com baixo teor calórico e baixo teor calórico (em vez de sorvete)
* Grãos de pipoca ao invés os de microondas ou batatas fritas e aperitivos gordurosos
* Proteína magra como peixe, peru e frango (em vez de carnes frias e carnes processadas como cachorros-quentes e mortadelas, caso você consuma carnes)
* Óleos de cozinha naturais e saudáveis, como óleo de oliva, de coco e cártamo (ao invés do olho de canola ou óleos insalubres)

Não deixe de fazer uma alimentação equilibrada.

É bom ser proativo na resolução de problemas e comer emocional não é exceção. Se você tentar fazer uma dieta radical, você pode se alimentar mais depois que a dieta radical acabou. Então, ao invés de parar de comer tudo o que você ama, tente algumas dessas dicas.

* Permita-se ter um prato de iogurte congelado a cada semana como um deleite. Essa abordagem tende a ser mais fácil do que apenas cortar todos os deleites congelados. Você pode usar essa abordagem com outros alimentos “impertinentes” também – pode ser mais fácil resistir se você souber que vai ter aquela comida no sábado (ou qualquer dia da semana que escolher para fazer uma pequena refeição).

* Aumente sua nutrição com um suplemento vitamínico e mineral de boa qualidade.

* Aumente seu consumo de alimentos ricos em nutrientes.

Coma refeições regulares

  • E claro… beba água! E de qualidade por favor…

Especialistas recomendam refeições regulares como forma de combater o excesso emocional. Se não é “tempo” para a comida, então você pode ser mais capaz de adiar a comer até a hora. Além disso, comer refeições regulares ajuda você a ser deliberado sobre a ingestão de alimentos nutritivos.

E, finalmente, ter horários de refeições regulares tende a proporcionar uma experiência alimentar mais relaxada, que é o oposto direto de comer em excesso impulsionado pela ansiedade.

Gostou do artigo?

Compartilhe com seus amigos.

Paz & Luz para Você!

Penha Cristina Mullett

Terapias Holísticas

Você pode gostar de ler...

Artigos Populares...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *